terça-feira, 13 de outubro de 2015

Acadêmicos de Comunicação regressam de 2º Estágio de Correspondentes Militares


Por: Alexandre Lúcio Fernandes



Em estágio realizado pelo Exército Brasileiro, alunos de jornalismo e publicidade da Faculdade Uniron vivem experiência de guerra.

Entre os dias 30 de setembro a 04 de outubro, aconteceu o 2º Estágio de Correspondentes de Assuntos Militares. Operação de guerra simulada, ocorreu em Guajará-Mirim/RO, e contou com a participação de dezessete acadêmicos, acompanhados pela professora de comunicação e jornalista Iule Vargas, da Faculdade Uniron, que através dessa experiência, conheceram mais sobre as rotinas do Exército Brasileiro. A Operação, nomeada Príncipe da Beira, serviu como uma atividade de treinamento da tropa, e desafiou os alunos a colocarem em prática os conhecimentos adquiridos em sala de aula.

Em um intenso treinamento de guerra, combinando explorações terrestre e fluvial, a operação possibilitou a integração entre o Exército e os futuros profissionais da comunicação. Ao longo de cinco dias, os estudantes atuaram como uma central de jornalismo, cobrindo a operação, cumprindo missões, bem como a apuração dos fatos com um enfoque jornalístico e investigativo, realização de entrevistas e redação de matérias.

A Operação
 
O exercício, segundo a 17ª Brigada de Infantaria de Selva, simulou uma dupla ação em um contexto de Operação no Amplo Espectro e combate à Resistência. Ou seja, uma ação que não se resume ao conflito armado, mas abrange diversas ações que se aplicam no combate, mesclando atitudes ofensivas, defensivas e de pacificação, com apoio às instituições governamentais. Nesse sentido, a 17ª Brigada atuou como a força invasora ou de pacificação conjunta, reforçada com as aeronaves da Força Aérea e embarcações da Marinha do Brasil. A Operação contou, ainda, com a participação de vários órgãos de segurança pública. E o 6º Batalhão de Infantaria de Selva, situada em Guajará-Mirim, participou como a força de resistência.

Ten. Cel Ramos.
Para o Ten. Cel Alberto Ramos, o Estágio de Correspondentes de Assuntos Militares (ECAM), realizado pela segunda vez na região já conquistou o espaço no cronograma de atividades anual da Brigada, recebendo, inclusive, destaque nas mídias sociais do Exército. “A presença de acadêmicos de jornalismo, comunicação social e publicidade nos possibilitou incrementar um exercício operacional, criando uma atividade diferenciada, extremamente positiva, que nenhuma outra Brigada da Amazônia Ocidental conseguiu fazer até hoje”, declarou o Coronel. O exercício, segundo ele, permitiu mostrar o Exército como ele é, uma das instituições com mais alto nível de credibilidade no país junto à sociedade. “A participação destes acadêmicos nos permite treinar nossos quadros no trato com a imprensa. Na verdade, em nossos exercícios, era comum não raciocinarmos com a imprensa. Agora, este viés, presente em qualquer momento da nossa realidade, também faz parte de nossos treinamentos. Esperamos que os alunos da Uniron tenham gostado da experiência e que, ano que vem, novos interessados estejam prontos para embarcar nesta aventura de conhecimento”, completou.

Experiência marcante

Com muitas atividades, poucas foram as horas de descanso. Mas nada desanimou os guerreiros, que voltaram deste estágio com uma bagagem extra de experiência e aprendizados, algo que ficará marcado para sempre em suas vidas.

Para a acadêmica Isadora Estolano, do sexto período de Publicidade, foi uma experiência marcante na sua vida, “... vou levar para a vida toda. Pude ver e sentir como é difícil fazer o papel de imprensa em um momento tão delicado, a importância de levar informações à população, saber se posicionar e enfim, foi muito bom!”, concluiu.

Lívia Costa, acadêmica do sexto período de Jornalismo, realça a importância da vivência do jornalismo na prática em um estágio desse porte, como algo que agrega tanto a vida pessoal quanto profissional. “O respeito, a confiança, a hierarquia, o valor de servir, o patriotismo, a disciplina... Tudo isso aprendemos ali, e ficará marcado cada momento, cada palestra, cada coletiva, e cada matéria publicada. Voltei muito melhor do que fui”, ponderou a estudante.

A aluna Bárbara Costa, do terceiro de Jornalismo, participou do primeiro estágio realizado ano passado, e por ter sido destaque, foi convidada pelo Exército para voltar este ano e auxiliar os novos acadêmicos. Ela nos contou a importância de um evento assim para o currículo acadêmico, o quanto um exercício como esse é benéfico para acadêmicos e militares. “A experiência do Estágio de Correspondentes de Assuntos Militares, é incrível! Foi com enorme prazer que retornei este ano ao evento, e de suma importância para exercer os meus conhecimentos o mais próximo da realidade da profissão de jornalista. Indico desde já que quem puder, participe em alguma oportunidade! Conheça de perto o papel do Exército Brasileiro e some experiências indescritíveis”, disse a acadêmica.