segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Agradecimentos aos parceiros e colaboradores da Semacom 2016

Um evento não é nada sem os parceiros, certo? Então, esse post é exclusivamente para realizarmos os agradecimentos.

Começando pelas empresas que aliaram seus nomes a um evento de comunicação, que contribuíram para uma melhor qualificação profissional de acadêmicos que buscam, nas atividades práticas da faculdade, o desenvolvimento de suas competências e habilidades e pela oportunidade de
propagar projetos de cunho social e experiências pessoais, em uma iniciativa acadêmica, sem fins lucrativos, que visa o desenvolvimento dos futuros profissionais do estado de Rondônia.


Criatto Design Móveis Planejados
Endereço: Av. Pref. Chiquilito Erse, 2853 - Embratel, Porto Velho
Contato: (69) 3229-6740
Fanpage: facebook.com/criattodesignmoveisplanejado

Art Dent
A arte de fazer sorrisos
Endereço: Rua Duque de Caxias, 740 - Porto Velho
Contato: (69) 3221-7103
Fanpage: facebook.com/Art-Dent-1555210231430912

Super Cinema
Maior canal sobre cinema do Brasil
Fanpage: facebook.com/tvsupercinema
Canal YouTube: youtube.com/user/tvsupercinema

Agenda Porto Velho
Site e redes sociais voltados para a divulgação de eventos culturais da cidade de Porto Velho
Site: agendaportovelho.com
Fanpage: facebook.com/agendaportovelho

DD Brasil Eventos
Sons e equipamentos de áudio para festas
Contatos: (69) 9 9313-7737 | 9 9323-1133

Faculdade Uniron
Escolha ser você
Site: uniron.edu.br


Às coordenadoras dos cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda, Andreia González e Maria Angela Lima Dummel e ao coordenador da Agência UCOM, Ivan Souza, que colaboraram da melhor forma possível para o desenvolvimento do evento.

Esperamos contar com todos nos próximos eventos.

13 fatos + gif's que comprovam que essa foi uma das melhores Semacom's que já tivemos

1. A primeira videoconferência da história da UCOM
Sim! Graças a uma ideia dada pelo professor Bill Marques, entramos em contato com o canal Super Cinema e conseguimos uma palestra via Skype com Alexandre Ache, cineasta, produtor audiovisual, diretor de fotografia e cinema e digital influencer.

Estávamos apreensivos, afinal, streaming deixa qualquer um assustado devido a inconsistência da internet aqui na nossa região, mas... deu tudo certo! :D

A videoconferência foi totalmente interativa, onde palestrante e alunos conversavam. A galera pôde fazer perguntas para Ache, que foram respondidas na hora. Quem estava, pode comprovar: foi tudo muito bom!


2. Uma interpretação excepcional da música 'Amor Marginal', pela aluna de Jornalismo Sara Gabriela
A UCOM tem o compromisso de exaltar os talentos da comunicação. E é claro que durante a Semacom, abrimos vários espaços para a cultura. A aluna Sara Gabriela estava lá pra abrilhantar esse momento. Foi uma interpretação arrepiante!

Assista aqui o vídeo completo:



3. Uma palestra com conteúdo super atual e inovador: jornalismo ao vivo pela internet
Rudá Moreira, jornalista que exerce o jornalismo ao vivo, e que inclusive já cobriu diversos conteúdos polêmicos relacionados à política em Brasília, aplicou a palestra 'Jornalismo ao vivo: a transmissão ao vivo pela internet'. A ideia da palestra era apresentar métodos para realizar coberturas do jornalismo através do Periscope, Facebook Live, entre outros.

Sem contar que o palestrante fez um live e os alunos puderam participar! Foi show.


4. Paulo Ledo, da banda de rock regional Fora do Script também estava conosco
Nossos talentos regionais também precisam ser lembrados. Convidamos Paulo Ledo da banda Fora do Script, que foi lá e mandou uma autoral pra galera. Foi um momento bem agradável!


5. Nossas coordenadoras apreciaram o evento de perto
Andreia Gonzalez e Maria Angela Dummel, além de ajudarem bastante nos bastidores, também estavam presentes. Cada uma delas fez um discurso agradecendo a parabenizando a UCOM pela execução. De nada! ;)


6. Seis oficinas que foram um sucesso
Oficinas com temas inovadores, profissionais conceituados no mercado. André Cran, que aplicou Cinema de Guerrilha, Bill Marques com Produção Audiovisual para campanhas eleitorais, Felipe Araújo com Planejamento integrado de redes sociais, Jeferson Marques com Princípios básicos para edição de vídeos, Rudá Moreira com Jornalismo ao vivo e Vinícius Teixeira, com Media training, relacionamento com a imprensa e qualidade da informação.
Ao todo foram 96 participantes nas oficinas.


7. Os alunos Maríliane Bezerra e Jeferson Dino arrasando na música
Abrimos o terceiro dia de Semacom com a voz suave da acadêmica de Jornalismo Maríliane Bezerra, acompanhada de seu colega de sala Jeferson Dino que esteve no violão. Juntos, interpretaram a música Velha Infância, da banda Tribalistas.


8. A participação da Marcela Bonfim, que falou sobre reconhecimento, preconceito e amor por Rondônia
A fotógrafa aplicou a palestra A fotografia como reconhecimento, abordando diversos temas importantes, como preconceito, ressaltando que é importante conhecer algo antes de julgar e a relação desse tema com sua exposição, Amazônia Negra, composta de fotos impressas na madeira, cheia de conceitos importantes para a sociedade. Ressaltou também sua vinda de São Paulo para Rondônia e o quanto já ama nosso estado.


9. A participação do Coletivo Devaneio
Pra deixar mais rico ainda nosso espaço cultural, convidamos o Coletivo Devaneio, uma galera que mistura música e poesia em suas apresentações.


10. Os profissionais que se reuniram na mesa redonda
Os profissionais Felipe Araújo, Maria Ângela Dummel, Larissa Zuim e Carol Castro compuseram a mesa redonda e abordaram seus pontos de vista a respeito do jornalismo e da publicidade em tempos de mídias sociais. A mesa foi mediada por Iule Vargas e com total interação entre os acadêmicos, puderam discutir diversas vertentes relacionadas ao assunto, além de responder questionamentos feitos pelos presentes.


11. A tarde de documentários com Simone Norberto
O encerramento da Semacom contou com a presença da jornalista e cineclubista Simone Norberto, que fez a exibição dos documentários Quem matou Eloá de Lívia Peres e Memória para uso diário de Beth Formagini, além de estar a frente da oficina de sensibilização para o audiovisual documental.
Foram aproximadamente 30 alunos participantes e diversas discussões foram levantadas, como a ditadura militar e o atual extremismo de esquerda ou direita, a violência contra mulher e a espetacularização da violência. Fechamos da melhor forma possível: com sensibilização e reflexão sobre temas altamente relevantes.

12. Os mestres de cerimônia super descolados
Quebrando os padrões clichês de apresentação, os apresentadores da Semacom buscaram fazer do momento descontraído. No primeiro dia, Matheus Henrico e Jheniffer Núbia e no terceiro, Maílson Lima e Priscila Radany, quebraram o protocolo, saíram de trás da bancada e trouxeram ao evento uma informalidade permitida.

13. Lar do Idoso e responsabilidade social
Com o evento, conseguimos arrecadar muitos alimentos não-perecíveis que serão todos direcionados ao Lar do Idoso em Porto Velho. Assim que entregarmos, publicaremos aqui no blog uma matéria especial.

No primeiro semestre, também arrecadamos alimentos no evento Roda de Conversa com Ronaldo Nina, e direcionamos as doações para a casa de apoio do Hospital do Câncer de Barretos.

Ressaltamos que a gestão 2016 da UCOM, além de promover eventos que discutam a comunicação social, também busca reafirmar a responsabilidade social e o compromisso com a população na medida do possível.

Semacom é finalizada com oficina de sensibilização para o audiovisual documental com Simone Norberto

Por: Jheniffer Núbia
Foto: Maílson Lima (UCOM)

O último dia da XXI Semacom aconteceu no campus III da Uniron e recebeu na tarde deste sábado, 4, mais de 30 acadêmicos dos cursos de Comunicação Social - Jornalismo e Publicidade e Propaganda. Contou com a presença da jornalista e cineclubista Simone Norberto, que fez a exibição de dois documentários Quem matou Eloá de Lívia Peres e Memória para uso diário de Beth Formagini e esteve a frente da oficina de sensibilização para o audiovisual documental.

Simone Norberto atualmente é jornalista concursada do Tribunal de Justiça de Rondônia e é integrante do Cineoca, grupo parceiro da UCOM e que estimula seus membros a ver, discutir e refletir sobre o cinema.

Simone já produziu vários documentários históricos, multiculturais e turísticos de aventura. Ela comenta que assistir documentários, que estão longe de comercialização, é mostrar a realidade. Poder expressar o ponto de vista após essa analise é o que faz aguçar a sensibilidade e crítica de quem os assistem.

Simone Norberto, jornalista e cineclubista.
Foto: Maílson Lima (UCOM)

"A ideia é construir a realidade. Como existem hoje, várias plataformas que são muito utilizadas no meio de comunicação para divulgação do trabalho o objetivo da oficina é despertar essa sensibilidade no acadêmico, não falo de padronizar, mas de saber as ferramentas e utiliza-las para a formação da informação de forma ética e com responsabilidade", diz Simone.

Para a acadêmica do segundo período de Jornalismo, Thais Gomes de Oliveira, que esteve desde o primeiro dia em todas as atividades da XXI Semacom, o evento agregou valores e muito conhecimento. Mas a oficina deste sábado, comenta ela, abriu mais sua percepção quanto a composição da imagem a informação.

"Foi tudo muito interessante, pois como a própria a palestrante falou ela busca trazer do prático para teoria. Então a gente assistiu esses dois documentários e a partir deles podemos identificar como eles são feitos. E foi de grande valia em toda a Semacom, não me senti cansada, mesmo ficando muito tempo sentada. Todas as pessoas que passaram por aqui nesta semana transferiram muito conhecimento. Eu realmente gostei", fala Thais.

Completando 66 anos na próxima terça-feira, 6, o seu Mario, que é radialista há mais de 30 anos, acadêmico de jornalismo conhecido pelo jargão “Não sou dessa geração” comenta que depois da XXI Semacom, sua mente se abriu para o tempo das novas mídias sociais.

Seu Mario, expondo sua experiência na época da ditadura militar.
Foto: Maílson Lima (UCOM)

"Na minha geração eu era acostumado com gibi, livro de bolso, bang-bang, essa coisa de computador é algo novo. E só vim para faculdade por conta de duas questões: a primeira é que já tinha meus filhos todos criados e adultos e a outra foi que comecei a enfrentar algumas dificuldades na minha profissão dentro do rádio devido à idade. Depois dos 50 foi bem mais difícil conseguir vaga no mercado de trabalho. Essas coisas de plataformas e novas mídias eu estou aprendendo para eu não sair do mercado de trabalho. E participar da Semacom foi muito bom. Pena que foi só uma semana. Depois desses dias aprendendo, sei que estou com a cabeça aberta para enfrentar o mercado de trabalho e já até estou pensando em alguma coisa para começar a ganhar alguns trocadinhos com isso", descontraído fala seu Mario.

Foto: Maílson Lima (UCOM)

Com certeza essa semana foi um desafio para todos nós da UCOM. A Semacom requer muita dedicação e até mesmo noites sem dormir para que o resultado seja o mais agradável. Agradecemos a todos que fizeram deste evento possível.

Coordenadora do curso de Jornalismo Andreia González;
Coordenadora do curso de Publicidade e Propaganda, Maria Ângela Dummel;
Coordenador da UCOM, professor Ivan Souza.

Aos nossos patrocinadores:

Criatto Design
Art Dent
Super Cinema
Agenda Porto Velho
DD Brasil Eventos
Faculdade Uniron

sábado, 3 de setembro de 2016

Jornalismo e Publicidade em Tempos de Mídias Sociais e Fotografia como Reconhecimento foram os temas da terceira noite da XXI Semacom

Por: Jheniffer Núbia

Foto: José Henrique Dias
Nesta sexta-feira, 02, aconteceu o terceiro dia da XXI Semana da Comunicação - Semacom, da Faculdade Uniron. A noite foi marcada por palestra com o tema A fotografia como Reconhecimento por Marcela Bonfim e a Mesa Redonda que estava composta por profissionais atuantes na área da comunicação.

Em clima de tranquilidade, o que mais parecia um sarau entre músicas e boa conversa, foi que iniciou o terceiro dia da XXI Semacom. Ao som da voz suave da acadêmica de Jornalismo Maríliane Bezerra acompanhada de seu colega de sala Jeferson Dino que esteve no violão, interpretaram a música Velha Infância, Tribalistas.

Os alunos Jeferson Dino e Maríliane Bezerra
Foto: José Henrique Dias

Logo após começou a primeira palestra da noite com a fotógrafa Marcela Bonfim com o tema A fotografia como Reconhecimento, abordando seu projeto de estudo Amazônia Negra e buscou quebrar alguns tabus, o que permitiu a aproximação do corpo acadêmico ao assunto. Marcela comenta que é um prestígio fazer essa troca, ainda mais quando se trata de um assunto que ela afirma amar.

Marcela Bonfim, fotógrafa e economista
Foto: Diógenes Queiróz (UCOM)
"O mais interessante é poder trazer essa ideia da beleza fora dos padrões que a sociedade nos emprega. O projeto Amazônia Negra é uma crítica ao mundo imagético atual, pois o padrão negro não é um padrão natural do mercado. Tanto a Publicidade como o Jornalismo têm como trabalhar essa imagem do negro e sua importância na sociedade, seja exaltando ou denunciando, é a memória do nosso povo. Meu objetivo é trazer essa evidência no campo acadêmico, um local que se discute da forma correta", diz Marcela.

Entre o intervalo da palestra e a Mesa Redonda, o ambiente novamente foi tomado por música e poesia com a participação do Coletivo Devaneio.

Foto: Diógenes Queiróz (UCOM)

Em seguida, os profissionais Felipe Araújo, Maria Ângela Dummel, Larissa Zuim e Carol Castro compuseram a mesa redonda e abordaram seus pontos de vista a respeito do jornalismo e da publicidade em tempos de mídias sociais. A mesa foi mediada por Iule Vargas e com total interação entre os acadêmicos, puderam discutir diversas vertentes relacionadas ao assunto, além de responder questionamentos feitos pelos presentes.

Carol Castro, que atualmente é analista de marketing digital na Ancar Ivanhoe Shopping Centers, além de proprietária do blog O bom daqui comenta sua participação na Mesa Redonda. "Eu acho muito legal poder contar um pouquinho o que a gente vive no mercado hoje, principalmente na nossa cidade que é bem escasso e com tantas delimitações, então é prazeroso poder discutir sobre isso e falar das diferenças que existem lá fora, que é gritante. Espero que vocês consigam absorver o que a gente tentou passar aqui nesta noite, porque quando entramos na faculdade a gente tem o pensamento de querer mudar o mundo e quando vai para o mercado de trabalho vê que é totalmente diferente", comenta Carol.

Carol Castro Pina na mesa redonda da Semacom.

O jornalista e também ex-membro da UCOM Felipe Araújo, que atualmente é gerente de Comunicação e Marketing do Grupo Pellucio, fala dessa mudança contemporânea e comenta de sua participação na Mesa Redonda. "É um caminho muito curto entre a academia e o mercado de trabalho e também é tudo muito rápido, uma hora você é acadêmico daqui a pouco você se destaca no mercado de trabalho e depois já está aqui compartilhando conhecimento. Foi muito interessante que a mesa foi bem mesclada entre os profissionais e os alunos também vieram com vontade de perguntar e interagir, o que é a melhor parte", afirma Felipe.

Felipe Araújo na mesa redonda da Semacom.
Foto: Diógenes Queiróz (UCOM)

Para a Mestre e publicitária Maria Ângela Dummel, a interação é fundamental para o crescimento tanto acadêmico como profissional. "Sempre que a gente tem a possibilidade de refletir entre a Publicidade e Jornalismo na prática isso é muito importante, pois o aluno precisa sair da teoria e conseguir visualizar a prática da profissão. Ali na mesa eram todos profissionais e os acadêmicos deveriam ter aproveitado mais, é uma oportunidade de interagir com os convidados e cada um com sua experiência pode mostrar a sua realidade e de fato contribui para o crescimento", diz Maria Ângela.

Maria Angela Dummel na mesa redonda da Semacom.
Foto: Diógenes Queiróz (UCOM)

A jornalista e Mestre Larissa Zuim explica a importância de conhecer as novas plataformas de trabalho do jornalismo. "Eu gostei muito de participar da mesa, acho o tema muito relevante porque lidamos com essas novas plataformas diariamente no jornalismo atual e falar sobre isso é importante já que estamos conhecendo e usando esses canais ao mesmo tempo, antes mesmo que se instaurem como material jornalístico", explica Larissa.

Larissa Zuim na mesa redonda da Semacom.
Foto: Diógenes Queiróz (UCOM)
  
Encerramento da Semacom

Neste sábado, 3, acontecerá o encerramento da Semana da Comunicação, desta vez no campus 3 da Uniron, Shopping, sala 203. A tarde será conduzida pela jornalista e cineclubista Simone Norberto, que abordará o tema "Documentário - Construção da Realidade". Os documentários "Sopro" de Marcos Pimentel e "Quem matou Eloá" será exibido e discutido, além da aplicação da oficina "Sensibilização para o audiovisual documental".

sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Oficinas da Semacom recebem 96 participantes

Temas como Planejamento de Redes Sociais, Media Training, Edição de Vídeos, Produção para Campanhas eleitorais e Cinema de Guerrilha foram abordados no segundo dia de Semacom
Por: Maílson Lima

Foto: Priscila Radany

A XXI Semacom em seu segundo dia, ofereceu aos participantes oficinas práticas com temáticas de abordagem na comunicação social, produção audiovisual e assessoria de imprensa. Seis oficinas foram aplicadas no total e os alunos puderam vivenciar das práticas do mercado de trabalho.

Os profissionais convidados para aplicar as oficinas foram André Cran, que aplicou Cinema de Guerrilha, Bill Marques com Produção Audiovisual para campanhas eleitorais, Felipe Araújo com Planejamento integrado de redes sociais, Jeferson Marques com Princípios básicos para edição de vídeos, Rudá Moreira com Jornalismo ao vivo e Vinícius Teixeira, com Media training, relacionamento com a imprensa e qualidade da informação.

A noite contou com a participação de alunos de comunicação da Uniron e de profissionais e alunos de outras instituições. Alessandro Borges, aluno do curso de rádio e TV na Fundação Rede Amazônica, marcou presença. "Estou achando as oficinas muito produtivas, pois estamos agregando conhecimento nas várias vertentes da comunicação social, mais especificamente na produção audiovisual", relata, confirmando sua presença em todos os dias da Semacom.

Oficina "Produção audiovisual para campanha eleitoral", com Bill Marques
Foto: Priscila Radany (UCOM)

Já Ana Luiza Costa, egressa do curso de publicidade da Uniron, também participou das oficinas e falou sobre sua participação na UCOM como voluntária e como foi uma experiência produtiva. "Depois que me formei decidi que não deixaria de participar dos eventos, essa seria uma forma de me reciclar e não perder o ritmo de aluna, que eu tanto gosto. Sempre que posso participo, seja pra relembrar assuntos ou aprender coisas novas. E o mais legal é perceber a evolução de cada gestão que passa pela UCOM desde 2012", afirma.


O feedback dos participantes

Vinícius Teixeira, jornalista e analista de marketing do Porto Velho Shopping falou de sua experiência com os participantes. "É sempre importante participar e dividir meu conhecimento com os alunos. Ontem nós conversamos bastante, fizemos os cases, os alunos puderam tirar muitas experiências positivas e negativas de como agir em um momento de crise", diz Vinícius.

Rudá Moreira, que aplicou a oficina Jornalismo ao vivo, salientou em suas redes sociais sua gratidão por poder compartilhar conhecimento e receber reconhecimento de seu trabalho, além de fazer questão de participar dos demais dias de Semacom.

Oficina 'Jornalismo ao vivo' aplicada por Rudá Moreira
Foto: Priscila Radany (UCOM)
André Cran, diretor de cena, diretor de fotografia e publicitário, em seu depoimento à redação declara que ficou satisfeito com a iniciativa da UCOM em trazer um tema com grande relevância para o cenário rondoniense, que é o audiovisual. "Nós precisamos falar mais de audiovisual e mais de cinema em sua ampla vertente. Rondônia tem um potencial muito grande para a fomentação da sétima arte", diz.

André Cran, aplicando a oficina 'Cinema de Guerrilha'
Foto: Priscila Radany (UCOM)
Cran também ressaltou a importância de se falar sobre cinema, assunto pouco fomentado em Rondônia. "Pude observar em cada olhar dos participantes o desejo de produzir filmes e alguns já fizeram e estão fazendo, isso é maravilhoso, já é um pontapé inicial. Com a força da Uniron e da UCOM, poderíamos falar mais de cinema e produzir mais filmes, aumentando o leque de profissionais existentes no audiovisual e os variados temas que poderão ser explorados", completa.

Felipe Araújo, gerente de comunicação e marketing do Grupo Pellucio, aplicou a oficina de planejamento de redes sociais. Em seu depoimento pós-oficina, afirma entusiasmado que participou da primeira Semana da Comunicação. "Voltar agora para ministrar uma oficina é muito legal, eu já tinha certo envolvimento com os alunos da Uniron por já ter ministrado uma aula a convite da professora Marcela Ximendes e outras atividades com Vinícius Teixeira, mas foi a primeira vez que ministrei uma oficina. Fiquei surpreso com a participação dos alunos e a interação que tivemos", conta.

Oficina 'Planejamento integrado de redes sociais' com Felipe Araújo
Foto: Priscila Radany (UCOM)

As programações continuam

A programação da Semana da Comunicação continua com a mini-palestra A Fotografia como reconhecimento, com a fotógrafa e artista plástica Marcela Bonfim, que está com a exposição Amazônia Negra em foco na cidade de Porto Velho.

Além disso, Maria Angela Dummel, Carol Castro Pina, Felipe Araújo e Larissa Zuim comporão a mesa-redonda da noite, que terá como tema O Jornalismo e a Publicidade em tempos de Mídias Sociais. A jornalista Iule Vargas será a mediadora.

Vale lembrar que o auditório do campus 2 da Uniron na Mamoré foi escolhido para receber o terceiro dia de Semacom.

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Segundo dia da Semacom terá oficinas práticas

Para os participantes que ainda não pagaram os R$ 5, a equipe da UCOM receberá o valor da inscrição na entrada das oficinas
Por: Maílson Lima


A segunda noite da Semana da Comunicação contará com diversas oficinas práticas a partir das 19h, aplicadas por profissionais de Jornalismo e Publicidade. Temas que envolvem a produção audiovisual serão abordados e os participantes serão desafiados a pôr em prática habilidades comunicacionais. Os participantes que ainda não pagaram os R$ 5 poderão efetuar o pagamento na entrada das oficinas com os integrantes da UCOM.

Serão seis oficinas, que abordam os mais variados temas. São eles:

Princípios básicos para edição de vídeos (Jeferson Marques) - LABORATÓRIO 2 INFORMÁTICA
Produção de vídeo para campanhas eleitorais (Bill Marques) - ESTÚDIO AUDIOVISUAL
Jornalismo ao vivo: métodos para transmissão de vídeo pela internet (Rudá Moreira) - D13
Planejamento integrado de redes sociais: Facebook, Instagram, YouTube e Snapchat (Felipe Araújo) - SALA D14
Cinema de guerrilha (André Cran) - SALA D15
Media training, relacionamento com a imprensa e qualidade da informação: crise e transparência (Vinícius Teixeira) - SALA D16

As inscrições foram abertas na última quinta e esgotaram rapidamente, sendo necessário reabrir mais 5 vagas em cada oficina. Maílson Lima, aluno e presidente da UCOM, comenta o êxito: "Realmente estamos muito felizes, pois ter as oficinas esgotadas tão rapidamente significa que o público se engajou, tanto no evento quanto nos temas e profissionais das oficinas", diz o aluno.

Conheça mais sobre cada um dos oficineiros clicando aqui.

Música e cultura marcam abertura da XXI Semacom

“Música é uma forma de se comunicar“ diz Taís Botelho, assessora da UCOM e idealizadora do momento cultural do evento que teve início na noite desta quarta, 31
Por: Jheniffer Núbia

Gustavo Bonfante, Paulo Ledo e Sara Gabriela, cantores que abrilhantaram a abertura da Semacom.
Fotos: Diógenes Queiróz e André Pessoa
No último dia do mês de agosto, que mais pareceu durar anos, aconteceu a abertura da XXI Semana da Comunicação. A sala do Espaço Arquitetônico já estava a comportar mais de 110 pessoas, e para acalmar os ânimos, com sacada cultural e musical, o evento iniciou ao som da doce voz do acadêmico de jornalismo Gustavo Bonfante, que recentemente participou da primeira temporada de X Factor Brasil. Inclusive, sua participação irá ao ar na próxima segunda, 5.

Gustavo Bonfante, acadêmico de Jornalismo.
Foto: Diógenes Queiróz
Minutos antes de dar início a cerimônia, a acadêmica Sara Gabriela abrilhantou o evento com sua voz forte e firme, interpretando a música Amor marginal de Johnny Hooker, acompanhada de Paulo Ledo (vocalista da banda de rock regional Fora do Script ) no violão, que no intervalo cantou a música Obsessão, de sua autoria, com participação de Beto Barros.

A plateia assiste a interpretação de Sara Gabriela.
Foto: André Pessoa
Paulo Ledo, vocalista da banda Fora do Script.
Foto: André Pessoa
O momento cultural da Semacom foi idealizado pela assessora de imprensa da UCOM Taís Botelho, que fala da importância de manter uma ambiente mais prazeroso. “A intenção foi deixar o ambiente mais agradável, além de mostrar as habilidades dos nossos colegas de sala, que às vezes pela correria do dia a dia quase não podemos saber dos grandes talentos que nos rodeiam, sem falar que a música é uma forma de se comunicar", afirma Taís.


Ingrid Valerrie
Foto: André Pessoa
Para a acadêmica de jornalismo, Ingrid Valerrie, a ideia, além de inovadora, foi um meio de manter todos atentos entre uma palestra e outra. “Achei muito legal a apresentação deles, deu uma tranquilizada na galera, até porque quando começa a se desinteressar logo se dispersam e iniciam as conversas paralelas. A música gerou uma pausa controlada e quando a gente volta para a palestra, vem com atenção total” comenta Ingrid.

E quem pensa que a atração foi só no primeiro dia, se engana, pois na sexta-feira, 2, o evento, que acontecerá no auditório do campus 2 Mamoré, terá a mistura de música e poesia com o Coletivo Devaneio. Você não pode perder. ;)

Abertura da XXI Semacom reúne mais de 110 pessoas entre acadêmicos e profissionais de comunicação

Primeiro dia da Semacom contou com a participação do Jornalista Rudá Moreira e para inovação do evento a primeira vindeoconferência com Alexandre Ache direto de São Paulo
Por: Jheniffer Núbia


A abertura da Semacom ocorreu no anexo do campus 1.
Foto: André Pessoa
O clima foi de descontração, entre música e conhecimento. Foi dada a abertura da XXI Semana da Comunicação – Semacom na noite desta quarta-feira, 31. O evento contou com a presença de mais de 110 pessoas, entre profissionais da área de comunicação e acadêmicos dos cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda da faculdade Uniron. A Semacom termina no próximo sábado, 3.

O evento que tem como objetivo a interação da comunidade acadêmica com o meio profissional por meio de palestras e oficinas, iniciou com duas palestras. De forma inovadora, nunca antes usada na Semacom, a primeira palestra foi realizada por videoconferência com o preletor Alexandre Ache diretamente de São Paulo, com o tema Comunicação por redes Sociais: o exemplo do Super Cinema, com espaço para tirar as dúvidas que iam surgindo durante a exposição do assunto. A Super Cinema é a maior página do Facebook dedicada a produção de conteúdo audiovisual e fotografia, com picos de até 12 milhões de pessoas alcançadas por semana.

Alexandre Ache, direto de São Paulo em videoconferência com os participantes da Semacom.
Foto: André Pessoa

A segunda palestra contou com a presença do jornalista Rudá Moreira, que abordou o tema Jornalismo ao Vivo: transmissão de vídeo pela internet, mostrou como o profissional da comunicação pode se tornar polivalente ao usar a ferramenta, internet, como forma de trabalho e segurança.

Na segunda parte da noite, o jornalista Rudá Moreira fala sobre Jornalismo ao vivo.
Foto: André Pessoa

Nesta quinta-feira, 1, iniciam-se as oficinas:

Princípios básicos para edição de vídeos - preletor Jefersson Marques;
Produção de vídeo para campanhas-Bill Marques;
Jornalismo ao vivo: métodos para transmissão de vídeo pela internet - Rudá Moreira;
Planejamento integrado de redes sociais: Facebook. Instagram, YouTube e Snapchat – Felipe Araújo;
Cinema de Guerrilha- André Gran;
Media training, relacionamento com a impressa e qualidade da informação: crise e transparência – Vinícius Teixeira.

O evento que ocorre até o próximo sábado,3, estima um público de mais de cem pessoas por noite.